Chaparro Agrícola e Industrial, S.L.
Informação profissional para a agricultura portuguesa

Novo projeto vínico em Elvas apresenta primeiro vinho tinto

11/04/2024
A Herdade da Amada, em Elvas, disponibilizou o primeiro vinho tinto, de 2022, um vinho leve. É o primeiro lançamento de um conjunto previsto.
Imagen

O vinho Herdade da Amada Tinto 2022 é o primeiro tinto comercializado pela herdade de 14 hectares localizada em Elvas, no Alto Alentejo. A Herdade da Amada tem um dos maiores terroirs da Península Ibérica com vinhas plantadas pelo método tradicional de enxertia.

O novo produto do projeto vínico reflete o posicionamento de um “renovado Alentejo” com vinhos mais leves.

Além deste vinho a marca conta, ainda este ano, apresentar três monocastas: Touriga Nacional, Alicante Bouchet e Syrah 2022 e ainda os Herdade da Amada Branco 2023, Herdade da Amada Reserva branco e tinto 2022.

Luís Marvanejo, administrador da Herdade da Amada, explica o que distingue o projeto da Herdade da Amada. “Toda a nossa visão, desde o início, teve o foco principal no campo e na vinha, na certeza de que essa diferenciação se iria sentir um dia no copo. Os nossos vinhos são o espelho da leveza e modernidade que acreditamos traduzir um novo Alentejo”.

Helena Marvanejo de Carvalho, também administradora do projeto refere que “tínhamos como objetivo fazer vinhos diferenciadores, com um perfil diferente do que existe no Alentejo, numa visão clara de elegância e frescura, vivacidade e autenticidade”.

Imagen

Herdade da Amada Tinto 2022 detalhado

O Herdade da Amada Tinto 2022 é produzido com as castas Castelão (35%), Grand Noir (30%), Aragonez (20%) e Syrah (15%), que, na origem teve uma colheita criteriosa e minuciosa dos melhores cachos. De cor ruby de média profundidade, com laivos violeta, no nariz é um vinho convidativo, em que se destacam a fruta vermelha e as bagas silvestres.

No palato é ambicioso, com intensidade no ataque e pleno de fruta. Com uma estrutura vincada e acidez que lhe conferem uma frescura cativante, que remete para um final tenso, e com ótima persistência e equilíbrio, o novo tinto da Herdade da Amada acompanha na perfeição pratos mais aconchegantes, de tacho, com caldo, e também caça na brasa. Pode ainda surpreender com pratos de polvo e bacalhau, onde o tomate esteja presente como elemento base.

A enóloga responsável é Susana Esteban presta aportes técnicos na interpretação do terroir, que se pretende revelar no copo. O enólogo residente, Bruno Pinto da Silva, acompanha o trabalho diário na vinha e na adega, certificando-se que o processo decorrer no sentido dos resultados pretendidos.

A viticultura da Herdade da Amada, a cargo de José Luís Marmelo, segue o princípio da intervenção mínima, com respeito pela natureza das castas e pelo seu terroir.

Assente no Programa de Sustentabilidade dos Vinhos do Alentejo (PSVA), programa pioneiro em Portugal e na Europa, a vinicultura praticada na Herdade da Amada tem como objetivo elementar a produção de uvas e vinhos de qualidade, de forma economicamente viável.

O novo vinho já se encontra disponível nas garrafeiras especializadas e na restauração e tem um PVP recomendado de 10,95 euros.

REVISTAS

Evolya

NEWSLETTERS

  • Newsletter Agriterra

    22/05/2024

  • Newsletter Agriterra

    15/05/2024

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

Responsable: Interempresas Media, S.L.U. Finalidades: Assinatura da(s) nossa(s) newsletter(s). Gerenciamento de contas de usuários. Envio de e-mails relacionados a ele ou relacionados a interesses semelhantes ou associados.Conservação: durante o relacionamento com você, ou enquanto for necessário para realizar os propósitos especificados. Atribuição: Os dados podem ser transferidos para outras empresas do grupo por motivos de gestão interna. Derechos: Acceso, rectificación, oposición, supresión, portabilidad, limitación del tratatamiento y decisiones automatizadas: entre em contato com nosso DPO. Si considera que el tratamiento no se ajusta a la normativa vigente, puede presentar reclamación ante la AEPD. Mais informação: Política de Proteção de Dados

agriterra.pt

Agriterra - Informação profissional para a agricultura portuguesa

Estatuto Editorial