Chaparro Agrícola e Industrial, S.L.
Informação profissional para a agricultura portuguesa

CONFAGRI não aceita a extinção das Direções Regionais de Agricultura

19/11/2022

A CONFAGRI - Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas e do Crédito Agrícola de Portugal, junta-se à CAP nas críticas ao Governo e não aceita e não se revê na decisão de extinção das Direções Regionais de Agricultura (DRAP).

foto
O modelo definido em Conselho de Ministros, e que dá início à transferência e partilha de competências de serviços regionais do Estado para as Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR), “não vai ao encontro da identidade, especificidade e proximidade exigida pelos agricultores e pela agricultura em Portugal”, considera a Confederação.

“Manifestamos, por isso, total apreensão e preocupação face às consequências que poderão advir de tal processo para o setor e para o espaço rural português. A CONFAGRI defende um Ministério da Agricultura forte, credível e de proximidade junto dos agentes agrícolas e dos territórios rurais. Só assim será possível continuar a resolver os desafios que o setor atualmente enfrenta, mas também os desafios do futuro”, defende.

A CONFAGRI adianta que já solicitou uma audiência ao primeiro-ministro, António Costa, onde irá expor a sua posição.

Está também agendada para o dia 13 de janeiro uma Reunião do Conselho Geral da CONFAGRI, órgão de consulta da Confederação, onde o assunto será analisado pelos Dirigentes das Organizações Agrícolas de todo o País associadas da CONFAGRI.
Chaparro Agrícola e Industrial, S.L.Agrogarante - Sociedade de Garantia Mútua, S.A.

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

Responsable: Interempresas Media, S.L.U. Finalidades: Assinatura da(s) nossa(s) newsletter(s). Gerenciamento de contas de usuários. Envio de e-mails relacionados a ele ou relacionados a interesses semelhantes ou associados.Conservação: durante o relacionamento com você, ou enquanto for necessário para realizar os propósitos especificados. Atribuição: Os dados podem ser transferidos para outras empresas do grupo por motivos de gestão interna. Derechos: Acceso, rectificación, oposición, supresión, portabilidad, limitación del tratatamiento y decisiones automatizadas: entre em contato com nosso DPO. Si considera que el tratamiento no se ajusta a la normativa vigente, puede presentar reclamación ante la AEPD. Mais informação: Política de Proteção de Dados

agriterra.pt

Agriterra - Informação profissional para a agricultura portuguesa

Estatuto Editorial