Chaparro Agrícola e Industrial, S.L.
Informação profissional para a agricultura portuguesa
O T6.180 Methane Power atinge a potência máxima de 179 CV e "oferece o mesmo desempenho que a versão diesel"

New Holland lança no mercado o primeiro trator movido a biometano

27/09/2022

A New Holland já deu início à comercialização do trator movido a gás natural renovável (biometano), cujo primeiro modelo é o T6.180 Methane Power, que atinge 179 CV de potência máxima e, segundo a marca, "oferece o mesmo desempenho que a versão diesel".

foto
T6.180 Methane Power exibido no Green Gas Mobility Summit.
foto
Área onde se encontram alguns depósitos e, à direita, manómetro de controlo de pressão.
A New Holland ganha avanço na corrida à utilização de energias alternativas no setor agrícola e anuncia o lançamento do T6.180 Methane Power, o primeiro trator a ser alimentado por gás natural renovável (biometano).
foto
De aspeto semelhante ao do seu homólogo na versão diesel, o tanque frontal (opcional) com 3 cilindros posicionados horizontalmente, totalizando 270 litros de GNC, impressiona à primeira vista. A capacidade standard é de 190 litros, divididos em 7 cilindros em ambos os lados debaixo da cabina. Tudo considerado, tem capacidade suficiente para vários dias de trabalho leve sem reabastecimento, enquanto que um trabalho mais exigente não é problema se o ponto de abastecimento de GNV estiver próximo ou, melhor ainda, se a exploração tiver o seu próprio ponto de abastecimento de biometano comprimido.
foto

Caso contrário, nada muda no exterior, apenas o catalisador de 3 vias (Fase V) instalado no topo do motor FPT de 6 cilindros é novo. A potência máxima é de 179 CV com um torque de 740 Nm. Mantém uma estrutura agrícola específica, otimiza a combustão, utiliza materiais de alta qualidade e tem custos muito baixos, com menores emissões de CO2.

foto
Especificamente, este modelo é capaz de emitir 98% menos partículas (PM) ou 62% menos óxidos de nitrogénio (NOx) com a presença exclusiva do conversor catalítico. Isto evita filtros de partículas e a sua regeneração, sistemas SCR com válvulas AdBlue ou mesmo EGR.
Como explicado pelos gestores da marca durante a apresentação do trator, que teve lugar no âmbito do Green Gas Mobility Summit, um congresso anual realizado em Madrid, a 21 de setembro, com os últimos avanços na mobilidade com alternativas mais sustentáveis, o T6.180 Methane Power oferece o mesmo desempenho que a versão diesel, com menos ruído e vibrações.
foto

Economia circular

Há mais de 15 anos, a New Holland lançou a estratégia 'Clean Energy Leader' na procura de novos combustíveis e sistemas de propulsão, para a qual tem o inestimável apoio de um grupo tão empenhado nesta área como a CNH Industrial. Motores 100% compatíveis com o biodiesel, viticultura sustentável com EcoBraud, o protótipo de trator a hidrogénio - um projeto atualmente em standby- e o conceito de trator autónomo NHDrive são alguns dos frutos desta estratégia.
Agora, cinco anos após a apresentação do modelo concetual, o trator movido a biometano entra em produção, uma solução que exemplifica o que a economia circular pode ser na indústria agrícola, dado que o biometano, ou gás natural renovável, pode ser obtido a partir dos resíduos gerados pelas explorações agrícolas ou operações agrícolas.
foto
Segundo José Llopis, Diretor de Marketing da New Holland para Espanha e Portugal, através de um processo de fermentação, o gás extraído pode ser utilizado para gerar eletricidade, mas também para convertê-la em gás natural através de um sistema de purificação. Desta forma, uma exploração agrícola de uma certa dimensão seria capaz de produzir o seu próprio combustível durante o processamento de resíduos que, de outra forma, seriam altamente poluentes.

Além disso, ao mesmo tempo, estaria a gerar uma pegada de carbono negativa. Primeiro, porque impede que o metano dos excrementos escape para a atmosfera, e depois porque se este bioCNG for utilizado para a frota de tratores ou veículos de entrega, a sua utilização está localizada muito perto do local onde o combustível foi obtido, poupando uma grande quantidade de CO2 que é gerada na aquisição e logística do gasóleo, por exemplo.

Llopis salientou que questões como o elevado preço do combustível, a poluição proveniente de grandes explorações pecuárias e as alterações climáticas são atualmente muito atuais e as três poderiam ter uma solução comum, pelo menos parcialmente.

Primeiros ensaios

O facto de se tratar de um produto completamente novo, com um mercado ainda por explorar, levou a New Holland a analisar exaustivamente as suas possibilidades e a definir o perfil do cliente, pelo menos na primeira fase.

Embora o preço do equivalente diesel seja um pouco mais elevado, a conclusão a que a marca chegou é que poderia ser bem recebido pelos contratos municipais de manutenção e limpeza, já habituados à utilização deste tipo de combustível na sua frota de camiões e muito interessados em tornar os tratores envolvidos na manutenção de estradas ou limpeza de praias mais amigos do ambiente.

foto
Álvaro Almarza, Especialista em Produtos de Alta Potência para a área mediterrânica, e José Llopis, Diretor de Marketing.
Nesta linha, a FCC Medio Ambiente proporcionou à New Holland a oportunidade de realizar testes de desempenho e autonomia nas praias de Vigo, em Espanha. “Os resultados têm sido excecionais, com trabalhos de manutenção a serem realizados da mesma forma que os seus homólogos diesel, mas com menos ruído e níveis de poluição muito mais baixos”, explica a empresa. “Os operadores que normalmente trabalham com este equipamento também elogiaram o desempenho excecional, que nada tem a invejar às versões diesel em uso hoje em dia”.
Agrogarante - Sociedade de Garantia Mútua, S.A.Chaparro Agrícola e Industrial, S.L.

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

Responsable: Interempresas Media, S.L.U. Finalidades: Assinatura da(s) nossa(s) newsletter(s). Gerenciamento de contas de usuários. Envio de e-mails relacionados a ele ou relacionados a interesses semelhantes ou associados.Conservação: durante o relacionamento com você, ou enquanto for necessário para realizar os propósitos especificados. Atribuição: Os dados podem ser transferidos para outras empresas do grupo por motivos de gestão interna. Derechos: Acceso, rectificación, oposición, supresión, portabilidad, limitación del tratatamiento y decisiones automatizadas: entre em contato com nosso DPO. Si considera que el tratamiento no se ajusta a la normativa vigente, puede presentar reclamación ante la AEPD. Mais informação: Política de Proteção de Dados

agriterra.pt

Agriterra - Informação profissional para a agricultura portuguesa

Estatuto Editorial