Chaparro Agrícola e Industrial, S.L.
Informação profissional para a agricultura portuguesa

A importância da proteção do olival no outono

Autor: Blog Syngenta03/11/2021
Os tratamentos de outono visam controlar e prevenir as principais doenças causadas por fungos que afetam a parte aérea do olival. O olho-de-pavão é a principal, mas também é importante proteger as oliveiras da tuberculose, da antracnose e da fumagina.
foto

A proteção fitossanitária do olival no outono é importante na perspetiva curativa, mas também e, sobretudo, para prevenir doenças causadas por fungos, tais como o olho-de-pavão, a tuberculose, a antracnose e a fumagina. Os tratamentos devem ser complementados com medidas culturais para evitar e prevenir a propagação das doenças. A poda garante o bom arejamento da copa das oliveiras, favorecendo o equilíbrio das várias componentes das árvores (raízes, tronco, ramos e folhas), e a correta fertilização reforça as defesas naturais das plantas.

Os tratamentos de outono devem ser realizados quando começam a ocorrer temperaturas suaves e humidade relativa alta, antes das primeiras chuvas, e tendo sempre em conta os intervalos de segurança dos produtos utilizados, a previsão da data de colheita, bem como a velocidade do vento para evitar perdas por deriva. Os tratamentos devem iniciar-se quando é detetada a presença visível de olho-de-pavão ou quando a incubação do fungo ultrapassar o limiar de 1%.

Como conseguir um tratamento eficaz?

Para obter a máxima eficácia, o tratamento deve ser realizado com a superfície das folhas húmida, de preferência à noite e até ao início da madrugada. A humidade relativa mais elevada favorece a absorção de nutrientes e de produtos fitofarmacêuticos. Deve evitar-se a pulverização nas horas de maior calor e com humidade relativa baixa. As folhas jovens são as que melhor absorvem os nutrientes, visto que têm uma cutícula menos espessa do que as folhas mais velhas.

Por outro lado, é recomendável que o produto esteja corretamente diluído à dose indicada no rótulo, de modo a evitar fitotoxicidade na cultura, e deve ser aplicado com o pulverizador corretamente calibrado, por um operador com habilitação, usando equipamento de proteção individual adequado e seguindo as normas de segurança. Em determinadas situações, o uso de produtos surfactantes e molhantes melhora a eficácia do tratamento.

Após o tratamento, é de vital de importância proceder à correta limpeza do pulverizador, com tripla lavagem, evitando derrames da água para o solo. Uma boa opção é a instalação de um sistema de tratamento de efluentes fitossanitários, como por exemplo o Héliosec comercializado pela Syngenta. Por fim, deve-se recolher e entregar as embalagens vazias num ponto de retoma Valorfito.

Os tratamentos de outono visam combater as principais doenças causadas por fungos que afetam a parte aérea do olival. A principal doença a controlar é o olho-de-pavão, embora os tratamentos, em geral, também sejam eficazes no controlo de outras doenças.

Os tratamentos de outono devem ser complementados com um adubo foliar rico em potássio, melhorando o estado nutricional das oliveiras e a qualidade da azeitona.

A Syngenta dispõe de diversas soluções, tais como: Cuprocol, um dos cobres mais consagrados do mercado, Isabión, aminoácidos de alta qualidade, Stimufol K, adubo com elevada concentração de potássio e Stimufol Kplus, potássio líquido ideal para o olival.

Syngenta Crop Protection, Lda.Anefa: ExpoforestalChaparro Agrícola e Industrial, S.L.Cnema 04-12/06Agrogarante - Sociedade de Garantia Mútua, S.A.

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

agriterra.pt

Agriterra - Informação profissional para a agricultura portuguesa

Estatuto Editorial