Informação profissional para a agricultura portuguesa

O Nutrimais no olival tradicional transmontano

Redação Agriterra19/11/2020

Exemplo de aplicação do corretivo orgânico agrícola Nutrimais, em Trás-os-Montes.

foto

Nuno Rapazote, 64 anos, é licenciado em Educação Física, e é também atualmente produtor de azeitona, na aldeia de Rio Torto, no concelho de Valpaços.

O 'Professor', como é conhecido na zona, tem neste momento cerca de 30 hectares de olival. De entre as variedades produzidas destacam-se a cobrançosa, picual, verdeal e a madural transmontana. Os solos transmontanos são muito pobres e teve a necessidade de na implantação fazer algumas correções para melhorar as suas características físicas, químicas e biológicas.

Fez a sua pesquisa de mercado e no início teve algumas dúvidas, pois achou que o Nutrimais era um produto feito à base de resíduos indiferenciados.

Tecnicamente aconselhado pelos serviços comerciais da Lipor e com o apoio da Agromontenegro, onde adquire os seus fatores para a produção agrícola, percebeu que era efetivamente um corretivo orgânico diferente e com um rigoroso controlo nas matérias-primas utilizadas.

No seu olival tradicional transmontano optou pela aquisição do Nutrimais pela relação qualidade preço do produto, também pelo baixo teor em metais pesados e pelo rigor analítico (uma vez que as análises laboratoriais são feitas em laboratórios independentes e nacionais).

Aceda à Feira Virtual Nutrimais na revista Agriterra e fique a conhecer melhor toda a gama.

Empresas ou entidades relacionadas

Lipor-Serviço Intermunicipalizado de Gestão de Resíduos do Grande Porto

agriterra.pt

Agriterra - Informação profissional para a agricultura portuguesa

Estatuto Editorial